Soluções espaciais podem auxiliar a produção industrial mato-grossense

02/10/2020 - 16h07

O uso de tecnologias espaciais pode ser um grande aliado para a indústria mato-grossense, sobretudo para enfrentar o desafio de conectividade. Este foi um dos temas da reunião do presidente do Sistema Federação das Indústria de Mato Grosso (Sistema Fiemt), Gustavo de Oliveira, com a comitiva da Agência Espacial Brasileira (AEB), liderada por seu presidente, Carlos Moura.

O vice-presidente da Fiemt e presidente dos conselhos temáticos de Inovação e Tecnologia e Agroindústria, Silvio Rangel, também participou da reunião que foi realizada na terça-feira (29/09), na sede da Fiemt.

A AEB é uma autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a visita institucional abre caminho para novas parcerias que podem beneficiar a indústria mato-grossense.

“A dimensão territorial de Mato Grosso é muito extensa, e a questão de conectividade é um grande desafio para nós, sobretudo para a agroindústria. A AEB pode ser uma grande parceira neste sentido”, destaca Gustavo de Oliveira.

Além disso, a expertise da agência na área de serviços meteorológicos para monitorar riscos climáticos também pode contribuir muito com o desenvolvimento da indústria estadual. “Sistemas espaciais podem enriquecer informações sobre financiamento de safras e riscos meteorológicos, além de dar mais segurança, não só para o produtor, mas também para o financiador”, destaca o presidente da AEB.

O Gerente de Competitividade Industrial do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai MT), Anderson Kurunczi Domingos, também acompanhou a reunião.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo - Cuiabá - MT / CEP 78049-940